Manual do Filhote

O dia de buscar o mais novo membro da família se aproxima...

Nós do Canil Patas de Mel vamos te dar uma ajudinha com algumas dicas importantes para que você esteja preparado para a chegada do seu filhote!!!

 

O que será necessário:

 

Primeiramente você deve fazer umas comprinhas!

* Ração (indicaremos a ração que o filhote estará comendo no canil, porém fica o seu critério qual ração será usada dali pra frente);

* 2 Potes, sendo um para a água e outro para a comida (potes plásticos não costumam durar muito);

* tapete higiênico ou sanitário higiênico (mesmo que você more em casa e tenha uma área externa, pelo menos no início será necessário);

* brinquedos de corda, interativos e bolinhas (lembrando que os de pelúcia e aqueles moles não duram muito e eles podem engolir os pedaços destruídos, então, fica o nosso alerta);

* rasqueadeira para a escovação dos pêlos (que pode ser realizada diariamente ou pelo menos que seja feita 2x por semana);

* talco de bebê para inicialmente estar deixando ele cheiroso ao invés de ficar dando muitos banhos em um prazo curto de tempo  enquanto ele ainda for filhotinho;

* guia e coleira (para que ele possa passear quando terminar o protocolo inicial de vacinação).

OBS: 99% das pessoas compram caminhas, mas, sinto informar, eles praticamente não usam! 50% das pessoas compram mantinha, roupinha e coisas do tipo, mas, eles não usam! Então não coloquei na lista como necessidade porém se você quiser comprar, não tem problema algum!

 

Buscando o Filhote:

 

Ao buscar o filhote no canil ou no aeroporto, esteja ciente de que ele não deve ser colocado no chão. Deve leva-lo imediatamente para sua residência, (no máximo leva-lo para o veterinário para se certificar que está tudo bem com ele) nada de passeios na rua. Lembre-se de que ele ainda não possui as primeiras e tão importantes vacinas para que esteja imune à doenças como por exemplo a parvovirose e cinomose. Ele também não estará protegido com remédios contra pulga e carrapatos! Então, seja responsável e não coloque-o em risco.

Não alimente o filhote no meio do caminho pois muito provavelmente ele enjoará/ vomitará. Aguarde a chegada em sua residência.

Ao chegar em casa deixe o filhote a vontade, deixe ele conhecer o ambiente, e já separe um lugar para que ele se alimente. É importante ter um local específico.

Também deixe um local definido para ele fazer as necessidades. Pode colocar tapete higiênico ou o sanitário higiênico (mesmo que você more em uma casa, nos primeiros meses será necessário) mas, saiba que ele não acertará sempre o local, com o tempo ele vai aprendendo. Seja paciente e jamais o trate com agressividade no caso dele errar o local! Ele vai errar, entenda!

No começo ele pode querer morder alguns objetos e as pessoas para brincar, afinal é um cão então ele brinca com a boca, mas com o tempo ele vai aprendendo o que pode e o que não pode fazer.  Jamais eduque com agressividade, isso só vai torna-lo um cão medroso ou até mesmo agressivo.  Com paciência ele aprenderá. Se achar necessário o auxilio de um adestrador, indicamos que as aulas comecem apenas após os 4 meses de idade e de preferência com a sua presença ou que seja em sua casa. Afinal muitas das vezes quem tem que ser “adestrado” é o dono. Rsrsrs

 

Cuidados com o filhote:

 

Quando brincar com seu filhote não o estimule a correr em piso escorregadio, a pular do sofá para pegar um brinquedo que você jogou, subir e descer de escadas correndo e não permita que crianças subam nele como se ele fosse um cavalinho. Ele pode se machucar seriamente em qualquer dessas situações. Por mais robustos que sejam, eles ainda são “bebês” e estão em processo de formação. Lembre-se disso.

 

Para um melhor desenvolvimento do cão:

 

O Golden precisa se exercitar todos os dias em ambientes adequados (cimento, grama, areia...) sair do piso liso e escorregadio de casa que provavelmente ele vai viver. Ele precisa do Sol da manhã, precisa de ração de qualidade, precisa ter contato com outros cães e pessoas para que haja socialização e precisa de muito amor!                                                                                  Não esqueça que eles costumam amar água e saber nadar muito bem, então leva-lo para nadar seja na piscina, no mar, no lago ou até em uma cachoeira tranquila será uma boa atividade, além de fazer muito bem para o desenvolvimento dele.

OBS: esteja sempre próximo a ele quando ele estiver nadando, independente de onde for.

 

Alimentação:

 

Alimentação do filhote deve ser feita 3x no dia com ração premium para filhotes, até que ele complete 12 meses de idade,  após essa idade você pode passar a alimenta-lo apenas 2x no dia mantendo a ração premium porém agora já pode introduzir a ração de adulto e após os 6 anos deve oferecer a ele ração Señor que é específica para cães idosos. Caso em algum momento seja necessário uma ração Light ou queira dar alimentação Natural, você deve buscar o auxílio de um veterinário (nutricionista) para te auxiliar em como proceder.                                                                 Não ofereça as coisas que você está comendo para seu cão! Você não estará sendo boazinha, ou, bonzinho, você poderá estar fazer muito mal a ele com essa atitude. Tanto na saúde dele quanto no comportamento.

Jamais deixe o pote de comida a disposição do filhote durante todo o dia. Coloque a comida nos horário certos, estipulando assim uma rotina para ele. Se por um acaso em alguma das refeições ele não quiser comer ou comer pouco, você retire o pote e só ofereça novamente para ele no horário da próxima refeição.                                                                                                                        OBS: mantenha sempre o saco fechado e quando comprar, verifique se contém furos ou rasgos na embalagem).

 

Cuidados com a saúde do seu filhote:

 

Primeiramente você deve procurar (caso ainda não tenha) um veterinário de confiança para que ele possa acompanhar o crescimento do seu filhote. Um profissional responsável, que você possa confiar e contar com ele quando necessário!

Aconselhamos que seu cão vá pelo menos 2x por ano se consultar, e que em 1 delas sejam realizados exames mais completos para checar se está tudo bem de fato, afinal algumas doenças são silenciosas e quando eles apresentam sinais, já está em estágio avançado.

 

Vacinas:

 

Seu filhote sairá do canil com a primeira vacina, depois você deve continuar o protocolo de vacinação com um veterinário de sua escolha/confiança.

Após a primeira vacina seu veterinário  vai te auxiliar qual protocolo deverá ser realizado. Que poderá ser com intervalos de 21 dias ou 30 dias (da vacina v10), sendo indicadas também as vacinas de raiva, giárdia, gripe e leishmaniose.

OBS: Sem as vacinas iniciais e dadas no tempo certo o seu filhote não estará protegido!

A vermifugação é tão necessária quanto a vacinação, Verifique com o seu veterinário qual será o protocolo mais indicado para seu filhote.

O filhote também deve ser protegido com antipulgas e carrapatos após os 3/4 meses de vida. Quando ele iniciará o contato com outros cães e começará a andar na rua.                                            Verificar com o seu veterinário qual será o mais indicado e de quanto em quanto tempo deverá ser dado ao cão.

 

Limpeza do Ambiente:

 

A limpeza do ambiente em que seu filhote ficar deve ser realizada sem a presença do mesmo no local. Faça a limpeza do local e apenas quando terminar e o chão estiver 100% seco coloque o filhote de volta. Produtos podem dar alergia ao seu cão, ele pode lamber, pode escorregar e se machucar caso o chão esteja molhado e caso você tenha o hábito de levar balde com produto na água para fazer a limpeza em uma distração sua ou do empregado, o filhote pode beber essa água do balde de limpeza.

Alguns produtos indicados para limpeza do ambiente em que cães ficam são: Álcool, detergente neutro e produtos como o herbal Vet, vet+20 entre outros, que são desinfetantes bactericidas.

Esperamos ter ajudado com essas dicas iniciais.

Equipe Patas de Mel.

 

Contato

Email: Patasdemel@hotmail.com

Blogger