Manual do filhote

 

 

É natural que nos primeiros dias o filhote estranhe seu novo lar. Por isso é importante ser compreensivo, carinhoso e atencioso com ele para facilitar sua adaptação.

 

 

É comum o filhote chorar por sentir falta da mãe e irmãozinhos. Cuidado para não dar atenção ao filhote cada vez que ele chorar ou ainda colocá-lo em sua cama, pois isto reforçará este comportamento.  Seria interessante  conseguir um pano retirado do canil com o cheiro de sua mãe,  para que ele possa sentir-se mais protegido.

 

 

O filhote precisa de um local dele, para se sentir seguro e confortável.  Precisam de uma cama além de um bom espaço para se exercitar e fazer suas necessidades fisiológicas. Esta área deve ser sombreada e arejada, porém sem correntes de ar e friagem.  Não se esqueça de fornecer  água fresca e em abundância ao filhote.

 

 

Atenção:  Os filhotes são muito curiosos e não conhecem os perigos que os cercam, então é importante bloquear o acesso a fios elétricos, plantas, produtos de limpeza, etc.

 

 

O processo de integração com outros animais da casa deve ser feito aos poucos e sob supervisão, evitando que acidentes ocorram pois podem ser fatais para o filhote. Neste momento é fundamental ter paciência e dedicação.

 

Utilize um local fora da casa, para que eles se conheçam sem haver a disputa pelo território. Estimule os cães a brincar, porém tenha cuidado com brinquedos pois podem  levar a uma briga por posse. Lembre-se que se o cão residente já for idoso ele não terá tanta paciência com o filhote, necessitando de um espaço para descanso e privacidade.

 

 

Importante:

 

Não adicione água ou leite à ração;

 

Não dê ração exageradamente;

 

Não forneça sua comida ao filhote para que ele não tenha indisposições gastrointestinais e para que não fique cada vez mais seletivo, rejeitando o alimento seco;

 

Evite oferecer petiscos em excesso.

A chegada do filhote:

Contato

Email: Patasdemel@hotmail.com

Blogger

www.000webhost.com